San Clemente del Tuyú

San Clemente de Tuyú é uma cidade balneária repleta de belezas naturais. Seus habitantes foram extremamente receptivos e simpáticos comigo a todo o momento. Carregarei comigo boas lembraças dessa incrível cidade. O maior presente que recebi durante a minha jornada  pelas Américas, até o presente momento, me foi dado em San Clemente del Tuyú pelo Juan. Um chaveiro com uma bússola para que eu sempre encontre o caminho de casa e uma chave demonstrando que sempre serei bem vindo à cidade. Vale muito a pena conhecer a cidade e interagir com os seus moradores. A cidade foi o sexto destino escolhido para ser desbravado na segunda etapa do Projeto Desbravando as Américas. Estive pessoalmente em todos os atrativos turísticos descritos abaixo.

Vale ressaltar que as fotos foram tiradas através de uma camêra fotográfica Cannon, emprestada, e por um celular Iphone 4S.

  • A cidade de San Clemente del Tuyú foi fundada no ano de 1935.
  • A cidade está localizada na Provincia de Buenos aires.
  • San Clemente del Tuyú possui as praias mais tranquilas da costa argentina, devido a presença de um enorme banco de areia localizado a poucos metros da costa da cidade.
  • A cidade possui aproximadamente 15 mil habitantes.
  • A economia da cidade gira em torno do turismo e da pesca.
  • A cidade possui dunas de areia que podem medir até 10 metros de altura. 
  • A cidade abriga o primeiro oceanário da Argentina, que é considerado o mais importante da América do Sul.
  • No mês de outubro é comemorada a Festa Nacional da Cornina Negra.
  • No ano de 2009, San Clemente del Tuyú foi sede do VI Congresso Iberoamericano de Educação Ambiental.
  • Ônibus da empresa El Rapido Argentino.
  • Valor da passagem em junho de 2016: ARS 372,00.
  • Tempo de Viagem: 5 horas e 30 minutos.
  • Hospedagem 1: Hotel San Remo World. Excelente localização, no centro da cidade, e bom custo-benefício. 
  • Valor da diaria em junho de 2016: ARS 513,00 (quarto duplo)
  • Contato: Natalia 
  • Hospedagem 2: Couchsurfing com Franco no hotel da sua família chamado Las Violetas. O Hotel era aconchegante e acolhedor. Excelente localização e infra-estrutura. Espetacular experiência.

Roteiro para 2 dias: O que fazer?

Dia 1:

Playa Grande: Apelidada pelos moradores locais como Playa San Clemente de Tuyú, é considerada um dos atrativos mais disputados pelos turistas durante o verão. Banhada pelas frias águas do Oceano Atlântico, possui uma larga faixa de areia repleta de pequenas dunas cobertas por vegetação rasteira…

Parque Municipal Vivero Cosme Argerich: Inaugurado em 1935, como medida emergencial para conter o avanço desenfreado das dunas que invadiam a Avenida Costanera prejudicando assim o trânsito da cidade. No ano de 1936, o perito agrônomo Francisco Quinteros iniciou um processo de solidificação do solo semidesértico introduzindo diversas espécies de plantas e árvores trazidas de diversas regiões do país. Seu plano foi um sucesso e o local tornou-se o primeiro parque municipal da cidade recebendo seu nome em homenagem a um importante médico militar que prestou serviço na guerra de independência do país. Atualmente o Vivero, como chamam os moradores locais, é considerado o “pulmão” verde da cidade e é uma das paradas obrigatórias a todos que visitam a região…

Escuela Municipal de Bellas Artes: Fundada em 1992, como a primeira escola gratuita do país a possuir cursos de orientações artísticas em sua grade de ensino obrigatório. No ano de 2002, a instituição tornou-se pioneira em possibilitar o ingresso de alunos nas principais universidades argentinas de forma totalmente gratuita. Atualmente, o local possui alunos de diversas cidades da região de La Costa que chegam a percorrer uma distância de mais de 90km, diariamente, para obterem uma formação de máxima excelência. Durante a primavera, a maioria das aulas são ministrada ao ar livre possibilitando assim uma maior interação de seus alunos com o meio ambiente. Ao final do ano letivo, os alunos que estão se formando, realizam apresentações artísticas que são abertas ao público…

Museo de La Musica: Quarto do meu couchsurfing, Juan, em San Clemente de Tuyú. 

Punta Rasa: Determinada pelo Tratado del Rio de la Plata de 1973, entre Argentina e Uruguai, como o ponto sul da desembocadura do Rio de la Plata com o Oceano Atlântico. O local varia de tamanho e forma de acordo com as marés e é caracterizado por praias inundáveis, pequenas dunas e pântanos com lagoas de água salobre que se ligam ao mar argentino através de canais. Punta Rasa é um dos poucos locais no mundo no qual o Sol nasce sobre o mar e se põe sobre o rio. Em 1997, foi declarada Reserva Natural de Importância Internacional por ser um ponto de descanso para milhares de aves migratórias que viajam fugindo do frio desde o Alaska rumo a Tierra del Fuego

Muelle de Pesca Tapera de Lopez: Localizado as margens do Arroyo San Clemente, trata-se de um píer de pedra, de aproximadamente 40 metros de comprimento, dedicado a pesca local e funciona como ancoradouro para pequenas embarcações…

Aberto ao público todos os dias das 8h às 20h.

Valor de entrada em junho de 2016: ARS 30,00. 

Dia 2:

Mundo Marino: Inaugurado em 1972, por Juan David Mendéz, que ao viajar aos Estados Unidos se impressionou pela quantidade de aquários presentes naquele país. O local foi criado com o intuito de cuidar dos animais feridos que apareciam na costa da região e logo que se curassem devolvê-los ao seu habitat natural. Com o passar dos anos, o local foi ganhando novas estruturas e atualmente tornou-se o maior parque marinho localizado na América do Sul. Todas as suas atividades são voltadas para a preservação e conscientização da fauna e flora locais e abrange um território de aproximadamente 40 hectares…

Aberto ao público aos sábados e domingos das 10h às 18h.

Valor da entrada em junho de 2016: ARS 540,00.

Gastronomia:

Pasta Flola:

Mate: 

Torta Frita:

Fernet con Coca-Cola: 

Ficou curioso (a) para saber mais sobre o que aconteceu nesta incível aventura? Não perca tempo e adquira já um exemplar do Livro “Desbravando as Américas” com dicas  espetaculares e relatos pessoais do meu desbravamento rumo ao Alasca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *