Montevideo

Montevideo é uma cidade eclética com um grande potencial turístico devido a sua rica história. Por ser a capital do país, é a cidade mais populosa do Uruguai. Considero um destino imperdível a ser visitado.  A cidade foi o décimo quinto destino escolhido para ser desbravado na primeira etapa do Projeto Desbravando as Américas. Estive pessoalmente em todos os atrativos turísticos descritos abaixo.
Vale ressaltar, que todas as fotos foram tiradas através de um celular e, por conta disso, a qualidade não foi das melhores.

  • A cidade de Montevideo foi fundada no ano de 1724, pelo militar espanhol Bruno Mauricio de Zabala. 
  • Originalmente, a cidade foi batizada como San Felipe y Santiago de Montevideo, nome que posteriormente, foi abraviado para apenas Montevideo. 
  • A cidade é a capital da República Oriental del Uruguay. 
  • Montevideo é a capital mais austral, ou seja, localizada mais ao sul do Continente Americano. 
  • É a cidade mais populosa do país, possuindo mais de 1 milhão de habitantes. 
  • A cidade é a sede oficial do MERCOSUL. 
  • No ano de 2013, foi a oitava cidade mais visitada na América Latina, sendo em grande parte turistas brasileiros, argentinos e europeus.
  • Carona de carro com amigos brasileiros. 
  • Tempo de viagem: 2 horas 
  • La Puerta Negra Gay Guest HouseFoi a minha primeira experiência em um Guest House, que é um tipo de hostel, no qual os donos da casa moram no mesmo local e alugam apenas os quartos  excedentes. Ele era bem localizado, e os hosts sempre estavam dispostos a auxiliar em tudo. Como eu não possuia reserva, ao chegarmos encontrei a casa lotadae sem disponibilidade. Atenciosamente, os donos da casa ofereceram-me a opção de colocarem um colchão no chão do quarto que meus amigos estavam alojados e me deram desconto na diária.
  • Contato: Walter
  • Valor em junho de 2015: USD 15,00 em quarto compartilhado. 

Roteiro para 3 dias – O que fazer?

Dia 1:

Fuente de Los Candados: Importada do México, a fonte tornou-se um famoso símbolo do amor eterno devido aos inúmeros cadeados pendurados ao seu redor, fazendo uma referência à tradicional Ponte Milvio, da cidade de Roma, na Itália.

Mirador Panorâmico de Montevideo: Localizado no terraço do edifício da prefeitura, no coração da famosa Avenida 18 de Julio, conta com a melhor vista panorâmica da cidade. Aberto ao público das 10h às 16h. 

Entrada Gratuita. 

OBS: É necessário retirar um ticket de controle de visitantes, no centro de informações turísticas localizado em frente ao edifício, para ter acesso aos elevadores panorâmicos que levam os visitantes até o terraço.  

Letrero de Montevideo: Criado em 2012, com o objetivo de recepcionar a Assembléia de Governadores do Banco Interamericano de Desenvolvimento. O letreiro possui 15 metros de comprimento e 2 metros de altura e atualmente é cosiderado um dos principais cartões postais da cidade. O atrativo esta localizado no bairro Pocitos, na Rambla República del Peru. 

Dia 2: 

Parque Rodó: Construído no final do século XIX, recebeu seu nome em homenagem ao ilustre escritor uruguaio, José Enrique Rodó. O local ocupa uma área de 42 hectares e conta com pistas para a prática de esportes, um pequeno parque de diversão, um castelo, uma biblioteca infantil, um lago artificial e esculturas que retratam personalidades históricas mundiais. 

Guilherme Tell - Lendário Herói Suíço

Catedral Anglicana Santisima TrinidadPopularmente conhecida como “Templo Inglés”, foi construída em meados do século XIX, com o intuito de atender as necessidades religiosas dos cristãos de origem anglicana que não frequentavam as igrejas romanas. O edifício possui estilo arquitetônico neoclássico, com vitrais ingleses e colunas de ordem dórica. 

Teatro SolísInaugurado em 1856, o teatro recebeu seu nome em homenagem ao comandante da primeira expedição a penetrar a região do Rio de La Plata, o navegante espanhol Juan Diaz de Solís. O edifício possui estilo arquitetônico neoclássico com características típicas encontradas em teatros líricos europeus, fato este que o eleva a um nível internacional. O local oferece visita guiada ao puúblico de terça a domingo em horários específicos. 

Valor da entrada em junho de 2015: UYU 80,00. 

OBS: Visitada guiada gratuita toda quarta-feira nos três horários disponíveis. 

Puerta de la Ciudadela: Construída em meados do século XVIII, integrava a muralha da fortaleza feita pelos espanhoís com o objetivo de proteger a região central da colônia de invasores. Em 1829, a muralha foi domilida restando apenas a sua porta de entrada. Atualemnte, a Puerta de la Cuidadela é o elo entre a Cuidad Vieja, parte histórica, e o centro moderno da cidade de Montevideo. 

Palácio Esteves: Construído em 1873, em estilo arquitetônico colonial, para servir como residência da família do financista argentinao Francisco Candelario Estevéz. No ano de 1878, o local foi comprado pelo governo e tranformado na sede oficial da Presidência do Uruguai até o ano de 1985, quando foi transferida. No ano de 1999, o casarão passou a abrigar o Museo de La CAsa del Gobierno, dedicado à história da presidência do país. Aberto ao público de segunda à sexta das 10h às 16:30min. 

Entrada Gratuita. 

Plaza Independencia: Projetada em 1837, pelo arquiteto CArlos Zucchi. Na área central da praça, encontra-se uma estátua equestre em homenagem ao grande estatita José Gervasio Artigas, que participou de inumeras batalhas em busca da indepêndencia das colônias hispano-americanas. Em 1977, foi inaugurado, abaixo da estátua, um maosoléu para guardar a urna com os restos mortais do grande herói. No ano de 2011, a urna foi transladada para o Quartel dos Blandengues, onde permanece até os dias atuais. 

Palacio Salvo: Projetado pelo arquiteto italiano Mario Palanti, a pedido da influente família Salvo, em estilo arquitetônico eclético. O edifício foi inaugurado no ano 1928 e durante vários anos foi considerado a torre mais alta localizada na América do Sul. O local oferece visitas guidas as terças, quintas e sábados äs 15h, 16h e 17h.

Valor da visita em junho de 2015: UYU 200,00. 

Catedral Metropolitana de Montevideo: Inaugurada em 1804, no lugar da pequena Igreja Matriz que havia desabado. É considerada a principal Instituição Católica do país. Devido a influência jesuítica, a ingreja foi construída em estilo arquitetônico neoclássico com três naves e cúpula sobre o cruzeiro. Importantes atos históricos ocorreram no local como a benção da primeira bandeira, após a independência, e o juramento da Primeira Constituição Nacional. 

Plaza Constitución: É a praça mais antiga da cidade, sendo considerada nos primeiros anos após a independência do país, um importante centro social e comercial. Na área central, encontra-se uma fonte, feita em mármore, inaugurada em 18 de julho de 1871, no mesmo dia em que uma empresa privada começou o serviço de prestação de água potável na cidade. 

Faro de Punta Carretas: Inaugurado em 1876, encontra-se no ponto mais austral da cidade. Sua torre mede 19 metros iluminação um alcance de 18 milhas náuticas. Aberto ao público todos os dias das 10h às 18h.

Valor da entrada em junho de 2015: UYU 30,00.

DICA: Vale a pena visitar o local no fim da tarde e apreciar um pôr-do-sol de tirar o fôlego. 

Rambla de Punta Brava: Barreira  natural,  de beleza rústica e peculiar que vai de encontro ao mar. O local permite uma vista panorâmica do litoral da cidade. 

Obelisco a Los Constituyentes de 1830: Idealizado pelo escultor uruguaio José Luis Zorrilla de San Martin, para homenagear à Assembleia Geral Constituinte e Legislativa do Estado que sancionou a primeira Constituição do país, no ano de 1830. O Obelisco possui três estátuas que representam a Lei, a Força e a Liberdade. 

Museo Blanes: Situado no interior de um casarão construído no ano de 1870, em estilo arquitetônico neoclássico, para servir de residência para o conceituado Dr. Juan Bautista Raffo. No ano de 1930, o museu foi inaugurado como parte das homenagens ao Centenário da Independência do Uruguai. No ano de 1975, o edifício foi tombado como Monumento Histórico Nacional. Seu acervo conta com obras de artes de grandes artista uruguaios. Aberto ao público de terça à domingo das 12h às 18h.

Entrada Gratuita.

OBS: O local possui  estacionamento gratuito para os visitantes do museu. 

El Juramento de los Treinta y Tres Orientales

Jardín JaponêsO jardim foi inaugurado no ano de 2001, como presente dado pelo governo do Japão ao governo do Uruguai em comemoração ao 80° aniversário das relações diplomáticas entre os dois países. O local foi projetado pelo paisagista japonês Haruho Ieda e é considerado um importante símbolo da amizade existente entre as duas nações. Aberto à visitação de terça a domingo das 12h às 18h. 

Entrada Gratuita!

Dia 3: 

Feria Tristan Narvaja: É considerada uma das maiores e mais famosas feiras de rua da América do Sul. Acontece todos os domingos, a mais de 100 anos, nos arredores da Rua Tristán Narvaja com a Avenida 18 de Julio. Programa típico dos moradores locais, o “mercado de pulgas” é uma parada obrigatória para os turistas que visitam a cidade. 

Iglesia Sagrado Corazón: Construída em 1917, em estilo arquitetônico neoromânico, com donativos de instituições privadas. Foi a principal igreja católica da região, conhecida pelos moradores locais como Parroquia Punta Carretas. Com o crescimento e desenvolvimento do bairro, o edificio teve a sua estrutura abalada, tendo que passar por reformas emergênciais no ano de 1997. 

Gastronomia:

Chivito: sanduíche mais popular e típico do país. 

Cerveza Zillertal

Quer saber mais sobre o que aconteceu nesta incível aventura? Não perca tempo e adquira já o livro “Desbravando as Américas Etapa 1- As Aventuras de um Mochileiro do Rio de Janeiro à Montevideo“.

One thought on “Montevideo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *