Rio Gallegos

Rio Gallegos é uma cidade localizada na Patagônia Argentina. Apesar de ser considerada por muitos viajantes como uma cidade de descanso e passagem, Rio Gallegos possui muitos encantos. A principal lição de vida que a cidade me proporcionou foi que o maior atrativo turístico de um local são os seus moradores, que sendo receptivos nos permite vivenciar momentos simples e inesquecíveis. A cidade foi o décimo terceiro destino escolhido para ser desbravado na segunda etapa do Projeto Desbravando as Américas. Estive pessoalmente em todos os atrativos turísticos descritos abaixo.

Vale ressaltar que as fotos foram tiradas através de uma camêra fotográfica Cannon, emprestada, e por um celular Iphone 4S.

  • A cidade de Rio Gallegos foi fundada no ano 1885.
  • Rio Gallegos é a capital da Província de Santa Cruz.
  • Rio Gallegos é a cidade mais povoada da Província de Santa Cruz.
  • A cidade recebeu seu nome em homenagem ao piloto Blascos Gallegos, membro da tripulação da expedição de Ferndando de Magallanes.
  • Durante anos, a cidade serviu como ponto obrigatório de escala para os vôos da empresa Aerolíneas Argentinas que partiam de Buenos aires rumo a Austrália e a Nova Zelândia. 
  • A cidade conta com uma rica fauna que engloba animais como o Zorro Gris, o Guanaco, o Ñhandú Petiso e o Flamenco Austral.
  • No ano de 1949, a cidade foi atingida por um terremoto de magnitude 7.8 da escala Richter.
  • O ex-presidente argentino Néstor Kirchner nasceu e foi sepultado, em 2010, na cidade.
  • A cidade abriga a sede principal da Universidad Nacional de La Patagonia Austral (UNPA).
  • A cidade de Rio Gallegos funcinou como base áerea e logística para a Força Áerea Argentina durante a Guerra das Malvinas devido a sua localização previlegiada. 
  • Rio Gallegos possui irmandade com a cidade chilena de Punta Arenas.
  • No ano de 1974, a cidade serviu como cenário para o filme “La Patagonia Rebelde” dirigido por Hector Olivera. 
  • Ônibus da empresa Andesmar
  • Tempo de Viagem: 6 horas 
  • Valor da passagem em junho de 2016: ARS 360,00

Couchsurfing na casa do Franco. Experiência incrível, pois eu fui recebido por toda a sua família de braços abertos. Ensinei a Franco um pouco sobre o meu idioma, a minha cultura e, claro, a minha gastronomia. Considero, sem sombra de dúvidas, que ele seja o melhor host da sua cidade. 

Desbravando as Américas

Roteiro para 1 dia - O que fazer?

Casa España: Inaugurada em 1928, como uma Associação de Socorros Mútuos, para atender nos serviços médicos às famílias de imigrantes espanhóis que viviam na cidade de Rio Gallegos. Ao longo dos anos, com a instalação de novos hospitais na região, a casa foi transformada em um centro cultural com o objetivo de manter viva as tradições espanholas para as futuras gerações. Atualmente, o local conta com salões de exposições, destinados a artistas de descendência espanhola, cursos de danças tradicionais espanholas, como por exemplo, a dança flamenca, e atividades de punho social para os seus associados.

Aberto ao público de segunda à sexta das 9h às 21h.

Entrada Gratuita 🙂

Museo de Los Pioneros: Instalado no interior da casa mais antiga da cidade, popularmente conhecida como Casa Parisi, construída no final do século XIX, a pedido da associação pecuária G.W.R (Greenshilds, Redman e Woodman). A casa possui estilo arquitetônico inglês, com revestimento externo feito com tabuas de pinho sobrepostas, que permite com que a sua estrutura sobreviva aos duros invernos patagônicos e aos fortes ventos que sopram incessantemente na região. O local serviu como moradia do primeiro médico da região de Santa Cruz, o doutor Arthur Fenton. No ano de 1918, a casa foi ocupada pela família Parisi, que permitia, cordialmente, que viajantes que visitavam a cidade armassem toldos e barracas do lado externo da propriedade. No ano de 1989, a casa foi transformada no Museo de Los Pioneros. Suas seis salas, contam através de um rico acervo a história e o estilo de vida dos primeiros habitantes da região conhecida como Patagônia Austral.

Aberto ao público de segunda a sexta das 10h às 17h. 

Valor da entrada em junho de 2016: ARS 30,00.

Costanera Angel Sureda: Trata-se de um passeio, localizado a margem direita do Rio Gallegos, com mais de 1km de extensão. O local é ideal para a prática de exercícios ao ar livre, quando as condições climáticas da região são favoráveis. Da costanera é possível admirar a beleza do encontro das águas do Rio Gallegos com o Oceano Atlântico. No extremo norte do passeio, encontra-se o Cabo Buen Tiempo e no extremo sul a Punta Loyola e o Puerto Presidente Illia. 

Plaza San Martín: Inaugurada em 1906, com o nome de Plaza Mitre, a praça teve o seu nome substituído para o atual no ano de 1954, quando foi instalado em seu centro um monumento em homenagem ao General San Martín montado em seu cavalo. A praça foi projetada em estilo arquitetônico contemporâneo com luminárias, estátuas e uma flora particular com árvores nativas da região…

Monumento al Piloto de la Fuerza Aerea Argentina: Inaugurado em janeiro de 2013, em homenagem a todos os pilotos riograndenses que lutaram bravamente na fatídica Guerra das Malvinas. O monumento trata-se de uma aeronave Mirage M5 Mara que participou da batalha contra os ingleses e que foi doada pela Força Aérea Argentina para a cidade de Rio Gallegos. Dois meses após a sua inauguração, a aeronave despencou, sem explicação, de seu suporte sofrendo sérias avarias. A tragédia causou uma forte indignação da população local, pois a mesma havia conseguido “sobreviver” aos bombardeios ingleses e agora encontrava-se parcialmente destruída. A aeronave foi recolhida pela Base Aérea Militar de Rio Gallegos para reparos e reinaugurada, no mesmo local, no ano de 2015, a pedido dos veteranos de guerra e familiares dos pilotos mortos no combate…

Mural al Maratonista: Inaugurado em 2016, trata-se de um grafite feito pelo artista local Ghelo’s em homenagem ao jovem maratonista, Jonathan Canto, que perdeu a sua vida durante o evento de trekking “Ultra Trail Torres del Paine 2015”. O mural foi pintado em uma das paredes do Colégio Guatemala e retrata o jovem correndo de braços abertos,  realizando o seu sonho, com a paisagem das clássica das Torres del Paine ao fundo…

Iglesia Catedral Nuestra Señora de Lujan: Inaugurada em 1900, como a primeira igreja paroquial da Província de Santa Cruz e da região da Patagônia Continental Argentina. Popularmente, a igreja é conhecida como Catedral de Rio Gallegos, apesar do seu pequeno tamanho. A igreja foi construída com madeira, barro e chapas metálicas, materiais típicos da arquitetura patagônica do final do século XIX. Sua fachada possui forte influência do estilo arquitetônico eclético romano, com uma torre de base octogonal e três sinos de bronze esculpidos. No ano de 1985, a igreja foi declarada Patrimônio Histórico Nacional, devido a sua importância histórica…

Barco Hundido Marjory Glen: Construído em 1892, pela companhia britânica The Grangemouth Dockyard Company, em Grangemouth, Escócia. No dia 13 de junho de 1911, a embarcação zarpou, com 16 tripulantes, do porto de Newcastle, Inglaterra, com um carregamento de 1.800 toneladas de carvão e 19 toneladas de embalagens plásticas, que haviam sido encomendadas pela rede de supermercados La Anonima, para a cidade de Rio Gallegos. No dia 9 de setembro de 1911, quando a embarcação já se encontrava na foz do rio Gallegos a espera de um rebocador que o transportasse rio acima, foi detectado um vazamento de gases tóxicos, provenientes da área de carga, no qual provocou a morte de dois tripulantes enquanto dormiam. A pedido do doutor Fenton, todos os tripulantes foram proibidos de dormirem na embarcação. Na manhã do dia 13 de setembro de 1911, iniciou-se um grande incêndio na embarcação que destruiu completamente a sua carga. O casco do navio foi abandonado em alto mar, até ser transportado para a terra pela Marinha Argentina. No ano de 1982, os restos do navio serviram como parte do treinamento para os pilotos da Força Aérea Argentina, que buscavam novas estratégias de combate para fugirem dos radares dos navios ingleses durante a fatídica Guerra das Malvinas. No final do século XX, o que sobrou da embarcação foi preservado pelo município de Rio Gallegos e transformado em um atrativo turístico devido a sua importância histórica…

Punta Loyola: Localizada a aproximadamente 20km do centro da cidade de Rio Gallegos, trata-se de uma praia de areia grossa no qual as águas do rio Gallegos desembocam no Oceano Atlântico. Nas suas proximidades, é possível observar instalações de armazenamento de petróleo e carvão mineral e o Muelle Presidente Illia, importante porto de carga e descarga de barcos mineradores, caracterizado por não estar exposto às variações das marés…

Gastronomia:

Tiramisu: 

Durazno con Crema de Leche:

Jantar Brasileiro feito pelo “chef” Wallace Soares – Lasanha de Macarrão Parafuso com Queijo e Presunto acompanhada com Farofa de Ovos:

Ficou curioso (a) para saber mais sobre o que aconteceu nesta incível aventura? Não perca tempo e adquira já um exemplar do Livro “Desbravando as Américas” com dicas  espetaculares e relatos pessoais do meu desbravamento rumo ao Alasca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *