Puerto Madryn

Puerto Madryn é uma cidade litorânea com uma imenso potencial turístico, devido ao espetáculo das baleias que por ali passam em determinadas épocas do ano. Considero, que a cidade seja uma parada obrigatória para todos os amantes da natureza. A cidade foi o nono destino escolhido para ser desbravado na segunda etapa do Projeto Desbravando as Américas. Estive pessoalmente em todos os atrativos turísticos descritos abaixo.

Vale ressaltar que as fotos foram tiradas através de uma camêra fotográfica Cannon, emprestada, e por um celular Iphone 4S.

  • A cidade de Puerto Madryn foi fundada no ano de 1865.
  • Puerto Madryn está localizada na Província de Chubut.
  • As pessoas nascidas na cidade recebem a denominação de madrynenses. 
  • A cidade é considerada como a porta de entrada da Península Valdés, declarada como Patrimônio da Humanidade, pela Unesco, no ano de 1999.
  • A cidade é considerada como a capital nacional do mergulho.
  • A cidade recebeu o seu nome em homenagem ao galês Love Jones Parry, barão de Madryn, um dos percursores da colonização galesas na região da Patagoônia Argentina.
  • O povo originário que habitava esta região, antes da chegada dos colonizadores europeus, se chamavam Günün a Kuna.
  • Atualemente, Puerto Madryn é considerada a cidade balneária mais povoada do sul da Argentina.
  • As três principais bases econômicas da cidade são: a atividade industrial (alumínio), a pesca e o turismo.
  • Durante o inverno é possivel observar desde as praias da cidade baleias fraco-austral, golfinhos, pinguins, elefantes-marinhos e aves migratórias. 
  • Durante o verão a cidade serve de palco para os amantes de esportes marítimos como o Kitesurf e o Windsurf.

Couchsurfing na casa do Mathias. Foi uma experiência ótima, pois o mesmo pretende se mudar para a minha cidade natal, o Rio de Janeiro, para dar aulas de mergulho.

Roteiro para 1 dia - O que fazer?

Ecocentro: Inaugurado no ano 2000, com o objetivo de conscientizar a importância de uma relação mais harmônica dos seres humanos com o oceano. O edifício, projetado pelo arquiteto James Donaldson, destaca-se pela sua localização privilegiada, em frente ao mar, e por possuir características da arquitetura galesa em homenagem aos primeiros imigrantes que chegaram à região. O Ecocentro conta com modernas salas de exposições de artes ligadas ao mar patagônico, auditórios para palestras e cursos ambientais e é a sede da Fundacíon Ecocentro, instituição privada sem fins lucrativos, que tem como presidente o famoso ambientalista e escritor argentino Alfredo Lichter…

Aberto ao público de quarta-feira à segunda-feira das 15h às 19h.

Valor da entrada em junho de 2016: ARS 400.00.

Playa Kaiser: Batizada com o nome do navio alemão, El kaiser, que foi abandonado no local após um incêndio acidental provocado por um dos marinheiros no início do século XX. A praia está localizada ao sul da cidade de Puerto Madryn e é ideal para quem busca tranquilidade e belas paisagens. Suas águas cristalinas, durante a maré alta, formam piscinas naturais ideias para famílias com crianças pequenas. O acesso até a faixa de areia é realizado por uma pequena trilha que se inicia no alto da encosta de arenito que cerca toda a extensão da praia…

Monumento al Indio Tehuelche: Construído em 1965, pelo escultor argentino Luis Perlotti, para homenagear a boa convivência entre os povos nativos da região, os Tehuelches, com os recém-chegados colonos galeses. O monumento está localizado de frente para o mar e possui a estátua de um índio com a mão direita na testa representando o primeiro contato visual dos povos nativos com as embarcações dos colonos…

Punta Cuevas: Localizada às margens do Golfo Nuevo, trata-se de pequenas cavernas esculpidas naturalmente na encosta de pedra na qual os primeiros colonos galeses residiram após a sua chegada, em 1865, até se mudarem para a cidade de Rawson. No local, as recém-chegadas famílias galesas conviveram harmonicamente com os povos originais pré-existentes da região da patagônia Argentina. Na parte superior das cavernas, foi fixada uma bandeira galesa com um dragão vermelho ao centro para sinalizar aos demais colonizadores o ponto onde deveriam desembarcar. Atualmente, o local foi declarado Parque Histórico Provincial e símbolo da boa amizade entre a Argentina e o País de Gales…

Playa Costanera: Localizada às margens do Boulevard Almirante Brown, trata-se de uma praia urbana, com aproximadamente 4 km de extensão, que segue até o centro da cidade de Puerto Madryn. O local é ideal para a prática de esportes náuticos e caminhadas. Durante o verão, a sua larga faixa de areia fica repleta de turistas provenientes dos hotéis localizados à beira-mar…

Museo Municipal de Arte de Puerto Madryn: Inaugurado em 1970, com o objetivo de ser o centro da vida cultural da cidade. Atualmente, o local oferece gratuitamente espaço para a divulgação de obras produzidas por artistas locais e cursos voltados a arte para toda a comunidade. Apesar do museu ser pequeno, atrai a atenção dos seus visitantes devido à grande variedade de estilos artísticos presentes em seu acervo. Devido a sua política de “portas abertas” a todos, o museu é considerado um dos atrativos turísticos mais visitados da cidade…

Aberto ao público de segunda à sexta das 8h30min às 13h30min. Terça a sábado das 16h às 21h30min. Domingo das 18h às 21h.

Entrada Gratuita 🙂

Museo de Ciencias Naturales y Oceanografico: Localizado no interior de uma das primeiras residências da cidade, o Palacio de los Pujol, foi construído em 1917, em estilo neoclássico, pelo casal de colonos espanhóis Augustín Pujol e Anita Howel. No ano de 1971, o antigo casarão, popularmente conhecido como Castillo de Madryn, foi doado ao governo e após algumas reformas de restauração foi convertido em um museu, tendo como exposição de inauguração a mostra “El hombre y el Mar” que descreve a sútil relação dos homens com o mar das proximidades da Península Valdés. Atualmente, o local possui exposições fixas que contam desde a história da fundação da cidade de Puerto Madryn, com atenção especial para a migração galesa, até a grande diversidade ecológica presente na província de Chubut. Em meados da década de 70, o museu foi declarado Patrimônio Histórico Provincial…

Aberto ao público de segunda a sexta das 9h às 15h.

Valor da entrada em junho de 2016: ARS 30,00.

Monumento a las Malvinas: Inaugurado no ano de 2003, em homenagem aos soldados argentinos mortos em combate na Guerra das Malvinas, no ano de 1982, entre a Argentina e o Reino Unido. O monumento, feito em bronze, possui sete metros de altura e se destaca dos demais por apresentar, em figura física, três soldados em tamanho real. Puerto Madryn foi uma das primeiras cidades a receber os heróis combatentes após o término da batalha…

Muelle Comandante Luis PedraBuena: Inaugurado em 1910, como a principal porta de entrada e saída de mercadorias que chegavam por via marítima desde outros portos da patagônia argentina, para seguirem de trem até as cidades do interior do país. Com o avanço do asfaltamento da famosa Ruta 3, que corta o país de norte ao sul, o local foi perdendo gradativamente a sua importância e foi transformado em um ancoradouro para pequenas embarcações de atividades pesqueiras. No ano 2000, com o desenvolvimento das atividades turísticas da região, o velho píer foi interditado para reformas de melhorias e reaberto como o principal terminal de cruzeiros da cidade de Puerto Madryn…

Playa El Doradillo: Localizada ao norte da cidade de Puerto Madryn, a praia tornou-se mundialmente conhecida por ser um dos poucos locais do planeta a proporcionar, desde a sua faixa de areia, a observação de Baleias Franco-Austral em seu habitat natural. Declarada Área de Proteção Ambiental no ano de 2001, El Doradillo possui cerca de 30 km de extensão e apresenta uma paisagem terrestre típica do estepe patagônico.  Entre os meses de junho a novembro, as águas tranquilas e calmas da praia servem como área de procriação e amamentação para os recém-nascidos filhotes de cetáceos. Com o intuito de preservar o ecossistema local, o acesso até a praia só é permitido de carro através de uma pequena estrada de rípio…

Gastronomia:

Empanadas de Carne: 

Ficou curioso (a) para saber mais sobre o que aconteceu nesta incível aventura? Não perca tempo e adquira já um exemplar do Livro “Desbravando as Américas” com dicas  espetaculares e relatos pessoais do meu desbravamento rumo ao Alasca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *